quinta-feira, 17 de maio de 2012

Os F1 da Equipe Fittipaldi - Monza 1982, o último GP

Fittipaldi F9 (Ford-Cosworth V8), pneus Pirelli, piloto Chico Serra.

Dia 12 de setembro de 1982, GP da Itália em Monza, o mesmo autódromo que Emerson conquistara seu primeiro título mundial de pilotos de F1 em 1972, exatamente dez anos atrás, só que dessa vez os Fittipaldi teriam uma das maiores tristezas no automobilismo. Afinal, um carro da Fittipaldi, equipe de Fórmula 1 criada pelos irmãos Wilsinho e Emerson, a primeira e única genuinamente brasileira na categoria, faria sua última corrida na categoria máxima do automobilismo mundial.
A equipe já vinha a dois anos (1981/1982) correndo praticamente com recursos próprios, tanto que em 1982 mantinha apenas um piloto, o brasileiro Chico Serra, mas não tinha recursos para desenvolver o carro, o modelo F9.
O GP da Itália seria a 15ª e penúltima prova da temporada daquele ano. Treze equipes se inscreveram com um total de 31 pilotos disputando 26 vagas no grid. O “nosso time”, a Equipe Fittipaldi, colocou seu piloto Chico Serra, com o Fittipaldi F9 nº 20, na 26ª e última posição no grid.
A corrida, disputada em 52 voltas, foi vencida pelo francês René Arnoux, Renault RE30B. Chico Serra com o Fittipaldi F9 terminou a corrida no 11º lugar dos 12 que terminaram.
No dia 25 de setembro, treze dias depois do GP italiano, foi disputada a última prova da temporada com o GP de Las Vegas nos EUA. Como Chico Serra não conseguiu se classificar para a largada e, três meses depois era anunciado o fim da Equipe Fittipaldi, o GP da Itália acabou sendo o último GP da equipe.
Assim, depois de oito anos na F1 (estreou em 12 de janeiro de 1975 no GP da Argentina) de largar em 103 GPs, ter pontuado em 19 ( na época apenas os seis primeiros pontuavam ) e fazer três pódios (2º no GP do Brasil/1978 com Emerson, 3º no GP da Argentina/1980 com Keke Rosberg e 3º no GP dos EUA/1980 com Emerson) chegava ao fim o sonho dos irmãos Fittipaldi de manter uma equipe “genuinamente brasileira” na F1.
Piloto/ano:
Wilson Fittipaldi Jr.  – 1975
Arturo Merzario – 1975
Emerson Fittipaldi – 1976/77/78/79/80
Ingo Hoffmann – 1976/77
Alex Dias Ribeiro – 1979
Keke Rosberg – 1980/81
Chico Serra – 1981/82

Com esta série de ilustrações dos carros Fittipaldi de F1, do modelo FD01 ao F9, o meu objetivo principal foi a de resgatar a história, na maioria das vezes esquecida pelos “brasileiros”, desta equipe e dos irmãos Fittipaldi, que me deram muitas alegrias e pelos quais tenho orgulho, respeito e admiração.
Parabéns Wilson e Emerson Fittipaldi!
Fim.

Um comentário:

Blogger disse...

QUANTUM BINARY SIGNALS

Professional trading signals delivered to your mobile phone daily.

Start following our signals NOW and gain up to 270% a day.