domingo, 18 de janeiro de 2009

O Berta-Hollywood do Luizinho

Protótipo Berta-Hollywood do Luiz Pereira Bueno (1975).

Baseado no protótipo Berta-LR do argentino Oreste Berta (o mesmo que prepara os motores da atual Fórmula 3 sul-americana), Anísio Campos comandou a construção do novo Berta-Hollywood no Brasil. Seu motor era o Ford V8 (Maverick GT nacional) de 5000cc, e Luiz Pereira Bueno foi o piloto desse belo e bem acabado protótipo na Divisão 4 de 1975.
Já na abertura do campeonato daquele ano em Interlagos, Luizinho deu um passeio com o Berta-Hollywood baixando em nove segundos o recorde anterior do circuíto que era do Avallone-Chrysler.
Luizinho foi o campeão da temporada.
Infelizmente a Divisão 4 foi extinta (mais uma), o sonho acabou e o carro Berta-Hollywood...
Que fim levou o Berta-Hollywood do Luizinho Mestre Joca?

Com a palavra Mestre Joca:

Olá Ararê e turma...
Realmente, uma bela lembrança, quem viu o Berta-Hollywood em ação não o esquece facilmente.
De fato, somente um protótipo foi construido e assim mesmo este da Hollywood, pois a categoria sport protótipo argentina para o qual havia sido desenvolvido já estava nos seus estortes.
Assim, o Berta caiu como uma luva para a Hollywood que precisava de um carro vencedor para a Divisão 4 e para Oreste Berta desovar o protótipo.
Depois de 1976, quando a Divisão 4 acabou no Brasil, o carro ficou um tempo à disposição dos diretores da Souza Cruz, e com a dissolução da equipe Hollywood, foi vendido a um empresário de São Paulo.
Depois este carro foi negociado com um empresário argentino sediado no Brasil que o levou de volta à Argentina.
Consta - e me foi confirmado pelo Paulo Trevisan - que o carro ainda se encontra lá, na coleção particular do empresário.
É o que sei sobre este protótipo.
Abraço a todos.
Mestre Joca

Para saber mais sobre a Divisão 4 clique aqui Saloma do Blog.

11 comentários:

Luís Augusto disse...

Esse proptótipo é um dos que mereciam um lugar no museu do Trevisan...

Joel Marcos Cesetti disse...

Olá Ararê, neste momento já estou escrevendo sobre o Cevert envio hoje por e-mail.

O Luis Augusto disse bem já deveria estar em museu.Para quem não o viu correndo ele andava muito e com um belo ronco rasgando o retão de Interlagos bons momentos e belas corridas!

abs.

Felipão disse...

Por isso o Orestes Berta era conhecido como Mago. O argentino prepara como ninguém... Excelente lembrança, Ararê... Esse protótipo merece,,,

Mauricio Morais disse...

Belo trabalho e boa questão levantada. Por onde anda esse carro?

Tohmé disse...

Que belíssima ilustração. Por onde anda esse Berta?

Speeder_76 disse...

Esse protótipo ficou bonito, bem bonitinho...

Ararê Ilustração disse...

Realmente Luis, esse protótipo merecia um lugar no Museu do Automobilismo Brasileiro, o problema é: ele ainda existe?
Essa pergunta eu creio que só o Joaquim Lopes (Mestre Joca)tem a resposta.

Joel, esse carro só correu no campeonato de 1975 da Divisão 4?
Quase não tem fotos desse carro disponíveis na net, e poucas informações também.

Felipão, a preparação dos motores Ford da Fórmula 3 Sul-americana são do Oreste Berta.

Maurício e Thomé (bem vindo Thomé!), temos que fazer essa pergunta ao Mestre Joca.

Do outro lado do Atlântico (ainda tem acento?) Speeder_76, esse protótipo Berta-Hollywood era muito bem acabado.

Um grande abraço pessoal!

Mestre Joca disse...

Olá, Ararê e turma...
Realmente, uambela lembrança, quem viu o Hollywood-Berta em ação não o esquece facilmente.
De fato, somente UM protótipo foi construído e assim mesmo este da Hollywood, pois a categoria sport protótipo argentina para o qual havia sido desenvolvido já estava nos seus estertores. Assim , o Berta caiu como uma luva para a Hollywood que precisava de um carro vencedor para a Div-4 e para Orestes Berta desovar o protótipo.
Depois de 1976, quando a Divisão 4 acabou no Brasil, o carro ficou um tempo à diposição dos diretores da Souza Cruz e com a dissolução da equipe Hollywood, foi vendido a um empresário de SP.
Depois este carro foi negociado com um empresário argentino sediado no Brasil que o levou de volta à Argentina.
Consta - e me foi confirmado pelo Paulo Trevisan - que o carro ainda se encontra lá, na coleção particular do empresário.
É o que sei sobre este protótipo.

Abs a todos e parabéns pelo blog, maravilhoso !

Ararê Ilustração disse...

Mestre Joca, sabia que você tinha a resposta sobre o paradeiro desse protótipo.
Obrigado pelos esclarecimentos e pela visita, é uma honra.

Um grande abraço!

Sidney Cardoso disse...

Oi, Ararê

Infelizmente não tive a sorte de ver esse carro de perto, vi agora sua ilustração e está linda, parabéns!

Na mão do Luizinho qualquer carro andava bem.

O joaquim já disse tudo sobre ele.

Feliz 2009 pra todos!

Ararê Ilustração disse...

Sidney Cardoso, bom retorno à blogosfera!
É uma honra a sua visita e obrigado.
Realmente Sidney, o Luizinho andava bem (e muito bem) com qualquer carro, é um mestre.
Vê se não some mais hein cara?

Um grande abraço!